Notícias

Soluções Kompass

Entrevistas com especialistas

Workshop IGNIOS

Workshop Soluções IGNIOS - Negócios com Futuro. http://www.ignios.pt/info/Eventos_IGNIOS.jspx Com o objetivo de ajudar os gestores a conhecer e dominar as mais avançadas ferramentas de gestão de risco empresarial, de forma a aumentar a sua competitividade, a IGNIOS organizou durante 2014 um conjunto de workshops, em diversas localidades, tais como Guimarães, Braga, Setúbal, Viseu, Pombal, Leça da Palmeira e Santarém.

Franck Weinstoerffer, Transports Jean-Claude Mermet

"O nosso principal recurso: praticamente fazemos tudo sozinhos". Qual é o seu cargo e o setor de actividade da sua empresa? Trabalho há já 10 anos na empresa Transports Jean-Claude Mermet como Responsável do Controlo de Qualidade. A nossa atividade está relacionada com transportes, logística e armazenagem e também nos encarregamos da publicidade nos veículos, bem assim como o aluguer de veículos e arrendamento de escritórios. Quem são os vossos clientes e fornecedores? Os nossos cliente são basicamente empresas industriais de todas as áreas (automóvel, processamento de plásticos, etc.) e também  transportadoras que nos confiam todo o tipo de cargas. Os nossos fornecedores são, obviamente, fornecedores de veículos, seguradoras e também fornecedores de pneus e combustíveis. Quais são os vossos principais recursos comparando com a concorrência? O nosso principal recurso é o facto que praticamente fazemos tudo sozinhos. Assim, ao contrário de outras empresas de transporte que subcontratam, tal permite-nos reduzir os potenciais litígios bem assim como os prazos. Outro dos nossos pontos fortes está na nossa proximidade e na nossa importante capacidade de transporte na região de Rhônes-Alpes, por termos mais de 30 veículos nesta região, o que nos permite ter ao mesmo tempo flexibilidade e qualidade de serviço. Dentro da vossa atividade actual, qual é a iniciativa ou lançamento de que mais se orgulha? Precisamente o facto de fazermos tudo sozinhos e termos conseguido manter este savoir-faire na proximidade do cliente. Apenas umas poucas empresas de transporte a poderiam ter mantido por via das obrigações da competitividade. Quanto a nós, nós conseguimos atingi-la. O seu core business evoluiu nos últimos anos? Sim. Por exemplo, as pessoas usam cada vez menos veículos para longas viagens, por isso optam por subcontratar. Nós também passámos por uma importante evolução no que respeita às horas de trabalho. A legislação obrigou-nos a não exceder alguns serviços e horas de condução, e também a aceitar pausas obrigatórias. Tudo com vista a dar aos transportadores melhores condições de trabalho e para reforçar a segurança nas estradas. A inovação é importante para a sua empresa? Sim, mas é algo que vem sobretudo dos fornecedores. Porquê? Porque estamos a passar por muitas inovações de caráter ecológico, com cada vez mais regras impostas pelo governo. São avanços óbvios, mas do ponto de vista económico favorecem a nossa atividade em maior ou menor grau.

B2B EXPERTISE